Buscar em todo o site

Somente em agenda

Somente em comissões

Somente em galerias

Somente em publicações

Somente em setores

Somente em subseções

Somente em TED

OAB recorre ao TJRO para que reveja decisão sobre conclusão do Hospital de Guajará-Mirim

Página Inicial / OAB recorre ao TJRO para que reveja decisão sobre conclusão do Hospital de Guajará-Mirim

Hospital Regional de Guajará-Mirim (RO)
Foto Júnior Freitas G1 RO

Com o objetivo de compelir o Governo do Estado de Rondônia para que conclua a obra do Hospital Regional de Guajará-Mirim, a OAB Rondônia protocolou Agravo de Instrumento com Pedido de Tutela Antecipada Recursal junto ao Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia(TJRO) nesta terça-feira (23), para que reveja decisão de primeira instância e defira liminar com os pedidos a respeito da conclusão e operacionalização do hospital.

De acordo com o documento, a tutela antecipada almejada é plenamente justificável e necessária, pois visa que o Governo seja obrigado a apresentar plano para conclusão das obras do Hospital Regional que já iniciou em Guajará-Mirim, bem como prazo para início de seu funcionamento, tendo em vista a demanda que assola a região, agravada pela pandemia da covid-19, além de cumprir tais prazos programados. Em primeira instância, o pedido de tutela de urgência com solicitações semelhantes foi indeferido.

Porém, para o presidente da OAB Rondônia, Elton Assis, é necessária uma revisão da decisão, uma vez que “ainda que o pleno funcionamento do hospital não vá resolver a crise na saúde de Guajará-Mirim, pelo menos poderá ajudar a diminuir o impacto que as consequências da covid-19 vêm causando. Não há razão plausível para a não conclusão e operacionalização da unidade, uma vez que há comprovado repasse de verba federal para aplicação na saúde, além do avançado da obra que necessita apenas de 16% para a sua conclusão”.

O agravo de instrumento destaca ainda que o TJRO “possui precedentes que indicam que o princípio da separação dos poderes é de ser o regramento geral, desde que resguardados os casos de observância dos direitos e garantias constitucionais a que se demanda urgência”, como no caso da saúde da população guaramirense.

 

 

Matérias relacionadas:

OAB ajuíza Ação Civil Pública para conclusão do novo Hospital Regional de Guajará-Mirim

Covid -19 – Saúde e economia do guajaramirense é discutida pela advocacia

Fonte da Notícia: Ascom OAB/RO

Mais Publicações

Acessos Rápidos

Nenhum evento próximo encontrado.
Márcia Cristina ,Josué Henrique,David Lukas / Whatsapp (999610279) responsáveis

Cristiane Lima responsável

69 3217-2112 telefone
Ana Flávia responsável

69 3217-2112 telefone
Luana Maia,Daniele Matos responsáveis

69 3217-2108 telefone
Alexia Alves responsável

69 3217-2113 telefone
Jaqueline Freitas responsável

69 3217-2114 telefone
Alexia Alves responsável

69 3217-2113 telefone
Marcelo Marques,Shirley Vasconcelos responsáveis

Ana Cristina,Taciana Guzman,Maria Odete,Queli Cristina responsáveis

Cristiane Lima responsável

69 3217-2112 telefone
Khenia Medeiros responsável

69 3217-2103 telefone
Elisângela Oliveira responsável

69 3217-2101 telefone
Elisângela Oliveira responsável

69 3217-2100 telefone
Leandra Nomerg responsável

Jessica Delai,Daniele Matos responsáveis

69 3217-2124 telefone
Daniel Nevony responsável

69 3217-2121 telefone
Isa Carneiro,Irlene França,Rosa Brilhante responsáveis

Elen Rodrigues,Jane Paulino responsáveis

69 3217-2123 telefone