Buscar em todo o site

Somente em agenda

Somente em comissões

Somente em galerias

Somente em publicações

Somente em setores

Somente em subseções

Somente em TED

Pleno da OAB aprova pedido de representação à Corregedoria do TJRO em desfavor de magistrada por violação de prerrogativas

Página Inicial / Pleno da OAB aprova pedido de representação à Corregedoria do TJRO em desfavor de magistrada por violação de prerrogativas

Por tentativas de cerceamento de liberdade na atuação profissional de advogada de Ouro Preto do Oeste, o Conselho Pleno da OAB Rondônia aprovou, por maioria dos votos, um pedido de representação à Corregedoria-Geral de Justiça do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia (CGJ-RO) em desfavor de magistrada. A votação aconteceu durante a 446ª Sessão Ordinária realizada por meio de videoconferência, nesta sexta-feira (26).

O relator do processo, conselheiro seccional, Ulysses Sbsczk Azis Pereira, entendeu o pedido de providências como cabível e relatou que lhe “causou espanto perceber um ato insensível vindo de uma magistrada, mulher, assim como a requerente, a qual se esperava no mínimo empatia pela situação delicada de saúde advinda da gestação de risco. Esperando-se também, ao mesmo tempo, sororidade por parte da mulher magistrada com a mulher advogada”.

Em seu voto, Ulysses Sbsczk justificou representar a magistrada, pelo fato da mesma não ter acolhido documento de fé pública (atestados médicos), obrigando a advogada ao ato de substabelecimento, o que viola o livre exercício da advocacia.

“Tal prática demonstra uma insensibilidade muito grande com a advocacia. Ressalta-se que a advogada foi amplamente defendida pelo Sistema OABRO em todas as suas esferas à época, seja através da Comissão de Defesa de Prerrogativas da OAB de Ouro Preto do Oeste e através da Seccional como assistente no processo. Exaramos profunda indignação pela situação vivenciada pela colega, até hoje”, descreveu Elton Assis, presidente da OAB Rondônia.

O caso

Em abril de 2016, a advogada estava em estado de gravidez com complicações e precisava de repouso absoluto, conforme recomendação médica. Pelo fato de ser a única advogada constituída nos autos do processo, ela requereu reabertura de prazo assim que ocorresse seu restabelecimento físico, e apresentou atestados médicos para tal. Porém, a magistrada do caso negou a dilatação do prazo repetidas vezes, sugerindo inclusive que a advogada substabelecesse outro colega para que pudesse atuar no caso.

Fonte da Notícia: Ascom OAB/RO

Mais Publicações

Acessos Rápidos

Nenhum evento próximo encontrado.
Márcia Cristina ,Josué Henrique,David Lukas / Whatsapp (999610279) responsáveis

Cristiane Lima responsável

69 3217-2112 telefone
Ana Flávia responsável

69 3217-2112 telefone
Luana Maia,Daniele Matos responsáveis

69 3217-2108 telefone
Alexia Alves responsável

69 3217-2113 telefone
Jaqueline Freitas responsável

69 3217-2114 telefone
Alexia Alves responsável

69 3217-2113 telefone
Marcelo Marques,Shirley Vasconcelos responsáveis

Ana Cristina,Taciana Guzman,Maria Odete,Queli Cristina responsáveis

Cristiane Lima responsável

69 3217-2112 telefone
Khenia Medeiros responsável

69 3217-2103 telefone
Elisângela Oliveira responsável

69 3217-2101 telefone
Elisângela Oliveira responsável

69 3217-2100 telefone
Leandra Nomerg responsável

Jessica Delai,Daniele Matos responsáveis

69 3217-2124 telefone
Daniel Nevony responsável

69 3217-2121 telefone
Isa Carneiro,Irlene França,Rosa Brilhante responsáveis

Elen Rodrigues,Jane Paulino responsáveis

69 3217-2123 telefone