Buscar em todo o site

Somente em agenda

Somente em comissões

Somente em galerias

Somente em publicações

Somente em setores

Somente em subseções

Somente em TED

OAB Rondônia atua no caso de advogado agredido pela Polícia em Porto Velho

Página Inicial / OAB Rondônia atua no caso de advogado agredido pela Polícia em Porto Velho

Ao ser acionada com o relato de agressão e violação das prerrogativas sofrida pelo advogado Nando Campos Duarte, por parte de policiais do Departamento de Narcóticos (Denarc) de Porto Velho, na tarde de quarta-feira (24), a Comissão de Defesa das Prerrogativas(CDP) da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rondônia (OABRO) compareceu à Delegacia para apoiar e tomar providências em defesa dos direitos do advogado.

O advogado foi chamado pelo cliente relatando que policiais estariam em sua casa para levá-lo preso em flagrante. Ao chegar à residência, o profissional não recebeu mandado que autorizasse a entrada dos oficiais na moradia e ainda foi impedido de acompanhar o cliente com uso de xingamentos, empurrões e agressões físicas, porém manteve-se firme em atendimento ao cliente na Delegacia sem desrespeitar as autoridades presentes.

Estiveram na Delegacia, tão logo acionada a CDP,  o secretário-geral da OABRO e presidente da Comissão, Márcio Nogueira; o diretor executivo da Comissão, Fadrício Silva dos Santos; e o membro da CDP, João Batista Bandeira Júnior, que constataram  a violação das prerrogativas do advogado.

 Sessão do CDP

Na tarde de quinta-feira (25), a Comissão de Defesa das Prerrogativas reuniu-se, com o presidente da Seccional Rondônia, Elton Assis, para deliberar sobre medidas a serem adotadas pela Ordem em favor do advogado e ações administrativas aos agentes envolvidos no caso.

Elton Assis esclareceu que todas as medidas necessárias serão tomadas. “Quem estava ali não era só o doutor Nando, eram todos os advogados brasileiros e não podemos aceitar isso, pois situações assim têm se tornado corriqueiras, portanto cabe à OAB a adoção de medidas corretivas exemplares para inibir a repetição de tais atos que violam o direito à ampla defesa do cidadão”.

O presidente da Seccional ainda parabenizou o advogado pela postura perante o cliente e a advocacia brasileira. “Quando o advogado resiste àquele ato ilegal, está atuando como advogado de verdade, representando a advocacia e a sociedade, e tem a sua casa (a OAB)  para representá-lo, pois quando se agride um advogado dessa forma, está agredindo a toda a sociedade do Brasil. Apesar da dor e constrangimento, o advogado demonstrou a força de um grande profissional, em defesa das suas prerrogativas e por isso não está sozinho em hipótese alguma. A OABRO está ao lado dele e tomará todas as medidas necessárias contra esse absurdo. Vamos exigir a punição para esses agentes públicos em todas as searas, pois não tem justificativa para o que aconteceu”.

Presente na reunião, o conselheiro federal e presidente da Procuradoria Nacional de Defesa das Prerrogativas (PNDP), Alex Sarkis, destacou que, do ponto de vista sistêmico, a Procuradoria Nacional sempre esteve com a CDP e a Seccional nesta luta, e esse episódio apenas fortalecerá a relação. “Todas as providências serão tomadas para minimizar essa dor do advogado. O que estiver ao nosso alcance, tanto para CDP quanto para a Seccional,  o Conselho Federal está à disposição para proteger o legítimo exercício da profissão, suas prerrogativas e todos os direitos do cidadão que ele representa. Esse é o papel da Ordem”, disse ele.

 Medidas adotadas

A Sessão do CDP deliberou e decidiu encaminhar ao presidente da Seccional, através das propostas da relatora Iasmini Scaldelai, as seguintes medidas: nota de repúdio; representação criminal ao Ministério Público por abuso de autoridade; representação à Corregedoria Geral da Polícia Civil com pedido de afastamento do exercício da função; e ofício ao governador, ao secretário de Segurança Pública e ao diretor geral da Polícia Civil.

Para Márcio Nogueira as medidas precisam ser adotadas de imediato. “A Ordem não tolerará condutas como essa e por isso esse caso deve ser tratado com rigor para que tenha efeito pedagógico. Estou muito orgulhoso dessa Comissão, da postura do colega Nando e vamos até o fim”.

O profissional violado, Nando Campos Duarte agradeceu a atuação da Comissão e da OABRO. “É uma situação muito difícil, mas que vejo que vai servir como alicerce para atuarmos na defesa dos demais advogados em sua luta pelas prerrogativas”.

 Plantão de Prerrogativas

A CDP atua com plantão de advogados para atender a classe caso sintam que suas prerrogativas tenham sido violadas, que pode acionar a qualquer momento pelo Prerrogafone (69) 98419-4540.

Fonte da Notícia: Ascom OAB/RO

Mais Publicações

Acessos Rápidos

4 Dez
14h e 15h
próximo evento

Sessão do TED

Auditório OAB/RO

R. Paulo Leal, 1232-1300 - Nossa Sra. das Graças, Porto Velho - RO, 76804-128

local
32172123 mais informações
Márcia Cristina ,Josué Henrique,David Lukas / Whatsapp (999610279) responsáveis

Cristiane Lima responsável

69 3217-2112 telefone
Ana Flávia responsável

69 3217-2112 telefone
Luana Maia responsável

69 3217-2108 telefone
Alexia Alves responsável

69 3217-2113 telefone
Jaqueline Freitas responsável

69 3217-2114 telefone
Alexia Alves responsável

69 3217-2113 telefone
Marcelo Marques,Shirley Vasconcelos responsáveis

Ana Cristina,,Taciana Guzman,Sarah Silva,Maria Odete,Elis Ramos responsáveis

Cristiane Lima responsável

69 3217-2112 telefone
Khenia Medeiros responsável

69 3217-2103 telefone
Elisângela Oliveira responsável

69 3217-2101 telefone
Elisângela Oliveira responsável

69 3217-2100 telefone
Leandra Nomerg responsável

69 3217-2110 telefone
Jessica Delai responsável

69 3217-2124 telefone
Daniel Nevony responsável

69 3217-2121 telefone
Isa Carneiro,Irlene França,Rosa Brilhante responsáveis

Elen Rodrigues,Jane Paulino responsáveis

69 3217-2123 telefone