Buscar em todo o site

Somente em agenda

Somente em comissões

Somente em galerias

Somente em publicações

Somente em setores

Somente em subseções

Somente em TED

OAB pede revogação de portaria que limita acesso ao Fórum Criminal

Página Inicial / OAB pede revogação de portaria que limita acesso ao Fórum Criminal

Diretoria da OAB com o Procurador Jurídico da OAB/RO, Gustavo Dandolini

Diretoria da OAB com o Procurador Jurídico da OAB/RO, Gustavo Dandolini

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rondônia (OAB/RO),ingressou com pedido de providências junto ao Diretor do Fórum Criminal pedindo revogação do parágrafo único do artigo 3º e do artigo 5º, caput da Portaria 001/14-DFCr, de 17 de janeiro de 2014, os quais limitam o acesso ao público à informações e às instalações do Fórum Criminal de Porto Velho.

De acordo com a portaria, em seu artigo 3º, fica proibido o acesso às Varas para consulta física ao processo no dia da audiência do feito respectivo e ainda, conforme seu artigo 5º, fica proibida a permanência no hall da recepção para obtenção de informação processual e, obtido o atendimento, “o usuário será convidado a deixar o recinto, ressalvando os operadores do direito”.

A direção do Fórum em exercício, quando da promulgação da Portaria, teve como motivações a necessidade de compatibilizar as garantias da ordem administrativa e segurança coletiva com o acesso às informações processuais, bem como, a necessidade de resguardo e segurança no trânsito dos operadores de direito, dos presos destinados para as audiências no Fórum Criminal, dos usuários e funcionários do Poder Judiciário.
No Pedido de Providências, a OAB/RO argumenta que o cidadão possui direitos e garantias fundamentais que não podem sofrer restrições pela administração pública. “Ao contrário, no caso do Poder Judiciário, o esforço institucional deve ser o de aproximação com a sociedade, o que se pressupões dentre outras coisas, o livre acesso dos indivíduos às suas dependências, que são públicas”.
Pontua ainda que o cidadão que possui interesse em consultar o processo e obter informações não pode sofrer limitações sem que haja previsão legal. “Pela Portaria, se a ida do interessado ao Fórum coincidir com a data da audiência, essa consulta seria negada, restringindo o acesso a informação conferido pela Carta Política”.
Para a OAB/RO, qualquer restrição de acesso ao público às dependências do Fórum Criminal, senão estiver em perfeita compatibilidade com as garantias fundamentais de acesso a justiça, acesso às informações e publicidade de julgamentos, será “inconstitucional”.
Para mostrar que a entidade preza pela segurança de todas as pessoas que frequentam o Fórum Criminal, a entidade sugere no documento, que o fórum opte por ações simples, tais como pedir a identificação das pessoas com foto, justificativa do local em que desejam ir e os motivos de ingressar na dependência do Judiciário, “permitindo ao Estado exercer o controle de acesso em nome da segurança”.
Por fim, pugna pela revogação imediata quanto aos dispositivos mencionados na Portaria, “garantindo-se ao cidadão o amplo acesso as dependências do Fórum Criminal, por ser um instrumento necessário e útil ao exercício da democracia, permitindo-se o amplo acesso à justiça e as informações de seu interesse”.

Fonte da Notícia: Ascom OAB/RO

Mais Publicações

Acessos Rápidos

Nenhum evento próximo encontrado.
Márcia Cristina ,Josué Henrique,David Lukas / Whatsapp (999610279) responsáveis

Cristiane Lima responsável

69 3217-2112 telefone
Ana Flávia responsável

69 3217-2112 telefone
Luana Maia,Daniele Matos responsáveis

69 3217-2108 telefone
Alexia Alves responsável

69 3217-2113 telefone
Jaqueline Freitas responsável

69 3217-2114 telefone
Alexia Alves responsável

69 3217-2113 telefone
Marcelo Marques,Shirley Vasconcelos responsáveis

Ana Cristina,Taciana Guzman,Maria Odete,Queli Cristina responsáveis

Cristiane Lima responsável

69 3217-2112 telefone
Khenia Medeiros responsável

69 3217-2103 telefone
Elisângela Oliveira responsável

69 3217-2101 telefone
Elisângela Oliveira responsável

69 3217-2100 telefone
Leandra Nomerg responsável

Jessica Delai,Daniele Matos responsáveis

69 3217-2124 telefone
Daniel Nevony responsável

69 3217-2121 telefone
Isa Carneiro,Irlene França,Rosa Brilhante responsáveis

Elen Rodrigues,Jane Paulino responsáveis

69 3217-2123 telefone