Buscar em todo o site

Somente em agenda

Somente em comissões

Somente em galerias

Somente em publicações

Somente em setores

Somente em subseções

Somente em TED

CNJ defere liminar em pedido de providência da OAB Rondônia para garantir atendimento virtual por desembargador do TJRO

Página Inicial / CNJ defere liminar em pedido de providência da OAB Rondônia para garantir atendimento virtual por desembargador do TJRO

A OAB Rondônia recebeu, na manhã desta terça-feira (03), decisão liminar proferida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que “determina ao desembargador Sansão Batista Saldanha, do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia (TJRO), que passe a atender, ainda que por meio de videoconferência, os membros da advocacia que apresentem pedido nesse sentido”.

Na decisão, o conselheiro relator André Godinho considera o pedido da Seccional plausível, pois ao não atender os advogados virtualmente, o desembargador afronta o disposto no Estatuto da Advocacia (Lei nº 8.906/94), na LOMAN (Lei Complementar nº 35/1979), nas Resoluções nº 313 e 314, de 2020, e na Recomendação nº 70/2020, editada por este Conselho Nacional em razão das medidas de enfrentamento ao período de pandemia do novo coronavírus.

“É prerrogativa inarredável da advocacia a audiência com os magistrados. Esse instrumento possibilita, pela oralidade, a explicação das nuances e detalhes da causa a ser julgada, otimizando a jurisdição e possibilitando uma solução consentânea da lide. A decisão é simbólica e histórica, pois reafirma essa prerrogativa em prol da categoria. É uma questão de respeito para com a advocacia e com o jurisdicionado. Os parâmetros expostos na decisão são claros e de fácil cumprimento. Esperamos, agora, que não haja mais situações como esta, que ensejou o pedido junto ao CNJ”, detalhou o presidente da OAB Rondônia, Elton Assis.

A decisão determina ainda que poderão ser adotados para o contato, o modelo divulgado pelo TJRO ou a plataforma disponibilizada gratuitamente pelo CNJ; a intimação do egrégio Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia e do magistrado para efetivo cumprimento da decisão.

O relator determinou que o processo deva ser incluído em pauta para a primeira oportunidade, para submissão da decisão ao referendo do Plenário.

 

CLIQUE AQUI e acesse a decisão liminar do CNJ.

Fonte da Notícia: Ascom OAB/RO

Mais Publicações

Acessos Rápidos

Márcia Cristina ,Josué Henrique,David Lukas / Whatsapp (999610279) responsáveis

Cristiane Lima responsável

69 3217-2112 telefone
Ana Flávia responsável

69 3217-2112 telefone
Luana Maia,Daniele Matos responsáveis

69 3217-2108 telefone
Alexia Alves responsável

69 3217-2113 telefone
Jaqueline Freitas responsável

69 3217-2114 telefone
Alexia Alves responsável

69 3217-2113 telefone
Marcelo Marques,Shirley Vasconcelos responsáveis

Ana Cristina,Taciana Guzman,Maria Odete,Queli Cristina responsáveis

Cristiane Lima responsável

69 3217-2112 telefone
Khenia Medeiros responsável

69 3217-2103 telefone
Elisângela Oliveira responsável

69 3217-2101 telefone
Elisângela Oliveira responsável

69 3217-2100 telefone
Leandra Nomerg responsável

Jessica Delai,Daniele Matos responsáveis

69 3217-2124 telefone
Daniel Nevony responsável

69 3217-2121 telefone
Isa Carneiro,Irlene França,Rosa Brilhante responsáveis

Elen Rodrigues,Jane Paulino responsáveis

69 3217-2123 telefone