Buscar em todo o site

Somente em agenda

Somente em comissões

Somente em galerias

Somente em publicações

Somente em setores

Somente em subseções

Somente em TED

Artigo: “As críticas à eleição e a saúde da democracia”, por Dimis da Costa Braga

Página Inicial / Artigo: “As críticas à eleição e a saúde da democracia”, por Dimis da Costa Braga

Alguns jornalistas e apresentadores tem anunciado que os brasileiros são bobos, ou coisa pior, porque tudo foi cancelado, menos a eleição.

No entanto, isso além de um grande equívoco, é péssimo para a saúde da democracia do país que pessoas que tem grande influência, façam esse tipo de declaração.

A eleição dos representantes para gerir os destinos das coisas públicas é um direito universal. Mesmo nas sociedades mais autoritárias, até nas monarquias desde o caso do Rei João-Sem-Terra, na Inglaterra, ainda que o trono do chefe de estado seja hereditário, há o direito de alternar os governantes, especialmente os locais, do Município.

Vale dizer, é no município que são tomadas as principais decisões que afetam diretamente as pessoas, como sobre saúde, educação e saneamento. Nas maiores cidades, que possuem guarda municipal, a segurança também está em parte, a cargo dos prefeitos e vereadores.

Então, o TSE e os TRE’s – e este escriba fora juiz membro de dois deles, com muito orgulho (TRE’s do Amazonas e de Rondônia) -, estão apenas cumprindo seu papel de assegurar a alternância no Poder dos Prefeitos e dos Vereadores das cidades brasileiras.

E o Congresso Nacional cumpriu seu dever, adiando as eleições municipais de 2020 do primeiro domingo de outubro para o feriado de 15 de novembro, reduzindo o risco de contágio de Covid-19, pois nas datas originais seria maior o perigo de transmissão da doença.

Portanto, àqueles que, aproveitando-se de sua audiência – e até para aumentar seus likes -, criticam as eleições e os eleitores brasileiros por exercerem seu direito-dever de ir às urnas neste 15 de novembro – relevamos, pois sabemos que é por ignorância -, mas digo e repito que as senhoras e os senhores estão prestando um desserviço à Nação, pois desestimulam as pessoas saudáveis a irem votar, com os mesmo cuidados que vão ao supermercado, ao médico ou a um compromisso inadiável, daqueles que não deixamos de cumprir, mesmo em face da pandemia.

Porque manter a saúde da democracia é fundamental para que se garantam todos os outros direitos fundamentais.

Fonte da Notícia: Juiz e Professor Universitário

Mais Publicações

Acessos Rápidos

Nenhum evento próximo encontrado.
Márcia Cristina ,Josué Henrique,David Lukas / Whatsapp (999610279) responsáveis

Cristiane Lima responsável

69 3217-2112 telefone
Ana Flávia responsável

69 3217-2112 telefone
Luana Maia,Daniele Matos responsáveis

69 3217-2108 telefone
Alexia Alves responsável

69 3217-2113 telefone
Jaqueline Freitas responsável

69 3217-2114 telefone
Alexia Alves responsável

69 3217-2113 telefone
Marcelo Marques,Shirley Vasconcelos responsáveis

Ana Cristina,Taciana Guzman,Maria Odete,Queli Cristina responsáveis

Cristiane Lima responsável

69 3217-2112 telefone
Khenia Medeiros responsável

69 3217-2103 telefone
Elisângela Oliveira responsável

69 3217-2101 telefone
Elisângela Oliveira responsável

69 3217-2100 telefone
Leandra Nomerg responsável

Jessica Delai,Daniele Matos responsáveis

69 3217-2124 telefone
Daniel Nevony responsável

69 3217-2121 telefone
Isa Carneiro,Irlene França,Rosa Brilhante responsáveis

Elen Rodrigues,Jane Paulino responsáveis

69 3217-2123 telefone