Buscar em todo o site

Somente em agenda

Somente em comissões

Somente em galerias

Somente em publicações

Somente em setores

Somente em subseções

OAB vai a Justiça Federal requerer fim do monitoramento em parlatórios da Penitenciária Federal

Página Inicial / OAB vai a Justiça Federal requerer fim do monitoramento em parlatórios da Penitenciária Federal

Ouça a versão em áudio

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rondônia (OAB/RO), impetrou pedido junto a 3ª Vara Criminal da Seção Judiciária da Justiça Federal de Rondônia qual requer o cancelamento do sistema de monitoramento instalado no parlatório e nas dependências da Penitenciária Federal de Porto Velho.

No documento encaminhado, a OAB reforça o Estatuto da Advocacia (descritas no Artigo 7º da Lei 8.906/94) quanto as prerrogativas dos profissionais, dentre elas o sigilo profissional, inerente a atividade da advocacia para estabelecer a relação de confiança e confidencialidade. Para tanto, é necessário que o advogado tenha conversas reservadas, para que possa traçar as diretrizes da defesa do seu constituinte.

De acordo com o presidente da OAB Rondônia Elton Assis, não há legalidade na ação de monitorar de forma integral com gravação de áudio de vídeo no sistema prisional. “A Ordem jamais irá compactuar com a existência de equipamentos nos parlatórios, bem como a sua utilização, especialmente quando o advogado não é o investigado, o que é inconstitucional.”

Para o presidente da Comissão de Defesa das Prerrogativas e secretário-geral da OAB/RO, Márcio Nogueira, a medida viola não só as prerrogativas institucionais da Ordem, como também o livre e independente exercício da advocacia. “Tal ação infringe ainda o direito do cidadão que fica impedido de manter o sigilo no contato com o advogado constituído e as garantias de sua ampla defesa”.

Fonte da Notícia: Ascom OAB/RO

Mais Publicações

Acessos Rápidos

Mateus Brasil responsável

69 3217-2122 telefone
Cristiane Lima responsável

69 3217-2112 telefone
Ana Flávia responsável

69 3217-2112 telefone
Luana Maia responsável

69 3217-2108 telefone
Alexia Alves responsável

69 3217-2113 telefone
Jaqueline Freitas responsável

69 3217-2114 telefone
Alexia Alves responsável

69 3217-2113 telefone
Marcelo MarquesShirley Vasconcelos, responsável

Ana Cristina, Amabile Casarin,Sarah Silva,Taciana Guzman, responsável

Cristiane Lima responsável

69 3217-2112 telefone
Khenia Medeiros responsável

69 3217-2103 telefone
Elisângela Oliveira responsável

69 3217-2101 telefone
Elisângela Oliveira responsável

69 3217-2100 telefone
Leandra Nomerg responsável

69 3217-2110 telefone
Jessica Delai responsável

69 3217-2124 telefone
Daniel Nevony responsável

69 3217-2121 telefone
Isa CarneiroIrlene França,Rosa Brilhante, responsável

Elen RodriguesJane Paulino, responsável

69 3217-2123 telefone